Como ter uma alimentação saudável nas férias?

Olá queridos,

Hoje não venho falar de receitas mas de um tópico que prometi falar em tempos. Com a chegada do Verão, chegam também as férias, os fins-de-semana com os amigos, os sunsets, os churrascos. Quando se está em dieta e com um objectivo bem delineado, é normal ficarmos um pouco “assustados” sem saber o que fazer nestas situações… Mas eu tenho um lema de vida neste momento, que se chama SER FELIZ! Para isso, temos de continuar a conviver, a aproveitar todos os momentos, mas sempre com o nosso foco e motivação. O convívio não é comida, o convívio pode ser feito em todas as circunstâncias. Eu não páro de viver só porque não como petiscos ou não bebo álcool mais que em uma refeição, etc. Além disso, os nossos verdadeiros amigos compreendem o nosso estilo de vida. A maior parte das vezes ando de marmitas atrás! Se vou jantar a casa de alguém ou se vou de fim-de-semana, se não há possibilidade de algo grelhado sem gorduras ou afins, eu levo marmita. Coloco num prato e como assim, a conviver, sem limitações.

Algumas dicas de como sobreviver a refeições fora de casa:

  • Se for num restaurante, escolher sempre grelhados, salada ou o mínimo de confeccionados possível. Se não houver essa opção, há sempre outras: camarão cozido acompanhado de uma salada; hambúrguer grelhado sem pão nem acompanhamento, apenas salada sem tempero; sashimi (se for um sushi, apesar de aqui ser mais complicado – se pedirem Take-away pela Home Sweet Sushi, existe um temaki sem arroz, uns spring rolls apenas com vegetais e peixe, sashimi, etc). Podem comer antes proteína e pedir uma sopa, ou até pedirem com um ovo cozido.
  • Se forem a um churrasco ou jantar a casa de amigos – podem sempre levar marmita. eu costumo levar frango com arroz (se for almoço) e, normalmente, há sempre salada. No caso de ser possível pedirem um bife grelhado ou uma lata de atum em água, então não há essa necessidade 😉 Como sobremesa, levo uma gelatina light, das de 10kcal, e faço companhia a todos! Para beber, nestes dias permito-me coca-cola zero; se não houver, água fresquinha sabe sempre bem.
Temaki light
Temaki light sem arroz, da Home Sweet Sushi

 
Como sobreviver a férias fora de casa:

  • É mais complicado sim, mas de todo impossível! Passei 4 dias fora nos feriados de Junho e não foi difícil. Levei marmitas comigo, basicamente os almoços, que seriam na praia, e os lanches. Levei frango desfiado, arroz, cenouras cruas, pepino, tortitas de arroz, amêndoas, barras proteicas para uma emergência. Ainda levei aveia pesada para os pequenos-almoços ou comia pão integral com fiambre de perú e ovos. Ao jantar, como era em casa, tornava-se mais fácil. Caso não fosse grelhados, abria uma lata de atum em água e acompanhava com salada 🙂 Levei, também, proteína whey para a ceia. Comida saudável não me faltava!
  • Uma vez por semana permito-me sempre um Gin ou um copo de vinho. Por vezes, também tenho uma refeição mais livre, mas tento optar sempre pelo mais limpo possível. Quando faço uma refeição realmente livre, opto por sushi e limito os hidratos o resto do dia.

IMG_6784

Não é assim tão difícil manter o foco, é uma questão de hábito. Não me custa manter este estilo de vida, sou assim há muitos anos, apesar de agora mais focada. Com persistência, consistência e muita organização e planeamento, fica muito mais fácil. Mas, acima de tudo, aproveitem a Vida! Se não estivermos felizes connosco, de nada adianta trabalharmos por um corpo definido e uma mente sã 🙂

Kisses,

Anita

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.