Viagem rumo ao Paraíso…O Retiro de Yoga e Meditação na Tailândia – Parte I

Retiro-Yoga-Tailândia

Hoje venho partilhar um pouco sobre o retiro de yoga e meditação que fiz na Tailândia! Voltei há duas semanas desta viagem de sonho e acreditem que só agora recuperei. Não sei se do Jet Lag, se do cansaço, se de tanta emoção. A verdade é que podia dizer que vim cheia de energia do Paraíso…mas faltaram-me forças para enfrentar esta realidade tão distinta! De qualquer forma, como o prometido é devido, hoje venho contar-vos um pouco sobre esta jornada. Estão preparados?

 

Retiro-Yoga-Tailândia

 

Como tudo começou?

Vocês sabem que a vida nem sempre corre como nós gostaríamos. Ou nós próprios nem sempre nos sentimos no nosso melhor, com o astral lá em cima. É normal, somos seres humanos e estamos sempre à procura do equilíbrio, no meio de imprevistos que nos podem surgir. Mas o que a vida nos vai ensinando também é que nós somos os únicos responsáveis pelo nosso estado de espírito, pela forma como lidamos com a vida e por aquilo que podemos fazer com as coisas boas ou menos boas que nos acontecem.

A primeira vez que pratiquei Yoga foi há cerca de 15 anos. No meu Instagram já partilhei várias vezes que descobri uma parte mais espiritual da vida há muito tempo atrás, altura em que mudei alguns hábitos, ultrapassei algumas barreiras psicológicas e comecei a ler imenso sobre desenvolvimento pessoal. No entanto, assim que entrei para a faculdade, o stress todo do meu curso de Matemática Aplicada, no IST (o famoso Técnico), fez-me desligar de um mundo mais pacífico e espiritual e deixar tudo de parte por uns bons anos. Apesar de sempre gostar de Yoga e de toda a sua filosofia, deixei de praticar, deixei de ler sobre esses temas mais profundos e deixei de meditar. Isto foi assim durante cerca de 10 anos…

Então por volta de Janeiro deste ano (2018), comecei a seguir a Inês Pimentel, comecei a ler algumas coisas no seu blog e algo mudou dentro de mim…Fez-se um click e sabia que tinha de (re)começar a conectar-me com esse mundo, voltar às meditações, ao Yoga e a tudo relacionado com este estilo de vida. Um estilo de vida saudável mas não só por fora (o nosso corpo), mas principalmente por dentro (a nossa alma). Estava numa fase da minha vida em que me sentia perdida, negativa e prestes a tomar algumas decisões importantes, por isso o momento não podia ser mais perfeito…

Um dia estava a vaguear no feed do Instagram e apareceu um anúncio publicitário sobre Yoga Retreats (retiros de Yoga), com imagens lindas e só me apetecia viver aquilo….até perceber que era na Tailândia e “Oh, tão longe, impossível agora…”. Mas aquilo nunca me saiu da cabeça…

Retiro-Yoga-Tailândia

A Iolanda apareceu na minha vida de uma forma muito engraçada (não encontro outra palavra para descrever…). É content manager Vida Ativa, eu já tinha trocado alguns e-mails com ela no passado e enviado algumas receitas para o portal. E um dia, a Iolanda pergunta-me sobre casas para alugar na minha zona…exatamente no momento em que eu estava a precisar alugar a minha casa. Coincidência?  Não foi de certeza! E assim, conhecemo-nos um pouco melhor e um dia fomos jantar e surgiu o tema do Yoga. A Iolanda andava a ler um livro que falava muito desta filosofia e queria começar a experimentar! E mais, estava de partida para o Vietname, para viver uns meses por lá. Ainda me desafiou a fazermos uma viagem pela Ásia até eu me lembrar: e porque não vamos para um retiro de Yoga?

Foi assim que começaram os planos da nossa Viagem ao Paraíso. Um retiro de Yoga na Tailândia e mais uma semana de visita ao Camboja e Vietname! Infelizmente o nosso trabalho só nos permitia estar 15 dias fora, mas valeram por meses 🙂

Como escolhemos o retiro de Yoga?

Basicamente foi do melhores em termos de pontuação que nos apareceu no website bookyogaretreats.com, na zona que tínhamos visto. Vimos as fotos, gostámos e marcámos! Escolhemos o Wonderland Healing Center. Este era na ilha Koh Phangan, eram 7 noites, tínhamos aulas de Yoga todos os dias, meditação e buffet vegan ao almoço e jantar. Ainda tínhamos direito a uma massagem Thai e uns sumos por dia. Melhor era quase impossível, principalmente pelo preço baixo que fazem.

A vantagem destes países da Ásia é exatamente essa: é tudo relativamente barato. O que encarece estas viagens é o voo até lá, por isso não acho boa ideia ficar apenas uma semana e voltar, a não ser que não haja outra opção, claro. 

A caminho da Tailândia…

A Iolanda partia do Vietname e eu de Portugal. Encontrámo-nos em Banguecoque e fomos até Koh Samui durante dois dias, essencialmente para eu recuperar do Jet Lag, para relaxarmos e nos prepararmos para o retiro de Yoga em Koh Phangan. Ficámos, assim, num hotel muito giro em Koh Samui, aproveitámos para fazer um pouco de praia, conhecer uns mercados e pouco mais.

Koh Samui

Para ir até Koh Phangan, apanhámos o ferry no Pier mais perto e em 30 minutos estávamos na “nossa” ilha. A Tailândia é linda e a ilha já nos parecia o Paraíso assim ao longe. Quando chegámos fomos diretamente para o retiro que não ficava perto da praia, mas que era envolvido por aquela verdura típica destes lugares. Maravilhoso! Uma sensação de paz, de simplicidade e de harmonia começou a invadir-nos (mas não logo no momento que chegámos). Digo que não foi logo assim que chegámos porque é uma realidade diferente… As pessoas andam descalças, há pessoas de culturas muito diferentes, existem imensos mosquitos e moscas e bom…nós somos umas “meninas da Europa”, é normal que o primeiro impacto tenha sido um pouco “forte”! ahah 

Mas…ao fim de umas horas tudo mudou e já estávamos a aproveitar toda aquela harmonia da melhor forma possível! O espaço era lindo, conhecemos pessoas espectaculares e parecia que estávamos a viver em comunidade. Ficámos num quarto de 4 pessoas, com duas raparigas maravilhosas e tudo correu da melhor forma que possam imaginar.

Retiro-Yoga-Tailândia

Uma semana no Paraíso… Retiro no Wonderland Healing Center

O dia começava de uma das duas formas: levantar às 7h30, praticar yoga das 8h às 10h e tomar um pequeno-almoço buffet vegan de sonho.  Ou levantar um pouco mais tarde, tomar o pequeno-almoço e praticar Yoga das 10h às 12h. Era uma escolha nossa.

Retiro-Yoga-Tailândia

Durante esses dias nós comíamos em buffet – comíamos imenso, era tudo delicioso (sim, eu comi algum glúten e cereais, pão de vez em quando, era impossível difícil levar o meu estilo de alimentação com as opções vegan que existiam – nunca é impossível, mas foi uma decisão que tomei). Depois convivíamos, fazíamos uma piscina, por vezes saímos para conhecer praias lindas ou praticávamos meditação. A Secret Beach era uma praia linda que fomos algumas vezes, a água bem quente, um pôr-do-sol de cortar a respiração.

Retiro-Yoga-Tailândia

O que mais aprendi neste retiro não foi, curiosamente, yoga nem meditação. Foi mais do que isso. Foi compreender que somos todos diferentes, que nunca estamos sozinhos, que existem pessoas que passam por problemas como nós, que põem uma mochila às costas e decidem conhecer o mundo. Pessoas tão diferentes de nós, mas tão iguais. Porque no fundo, somos todos humanos! De diferentes culturas, com diferentes hábitos, com conhecimentos diferentes, mas os nossos corações são tão parecidos. É incrível. E é muito difícil descrever. Conhecemos pessoas muito especiais, que nos ensinaram muita coisa e que levamos connosco para sempre. Felizmente, estamos na era das redes sociais e é tão fácil manter contacto! É espectacular.

Em relação a este retiro tenho algumas críticas menos positivas, que não podia deixar de as fazer. Esperava aulas de yoga diferentes, mais ao estilo que estou habituada, mas eram muito iniciantes e muito de ensinamento da prática. Senti, na verdade, um pouco de falta de uma aula de yoga “a sério”, a fluir e com um propósito diferente. De qualquer forma, os professores eram excelentes! E para quem está a iniciar a prática é, de facto, um bom começo.

As meditações eram boas, mas cada pessoa tem o seu género de meditar próprio e eu identifiquei-me mais com umas do que outras. É normal 🙂

O melhor do retiro, sem ser as pessoas? A comida! Deliciosa…E a limpeza também. O nosso quarto estava sempre muito limpo, super asseado. 

Um dos locais que mais me marcou foi o Haad Son Resort Restaurant, na Secret Beach. Bom, primeiro porque o pôr-do-sol era mágico. O local era lindo e as pessoas que o frequentavam também. A comida maravilhosa…

Retiro-Yoga-Tailândia

Os 7 dias de retiro no Wonderland Healing Center passaram a correr! Quando demos conta já estávamos no último dia e custou-nos tanto continuar a nossa viagem… Eu diria que o maior ensinamento que retirámos destes dias foi nunca julgar as pessoas pelo que aparentam. Nunca julgar pela sua cultura, pelos seus valores e costumes. Somos todos diferentes mas todos iguais 🙂 E a nossa alma é linda e maravilhosa, vinda de qualquer parte do mundo! <3

Retiro-Yoga-Tailândia

 

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*